Escute a rádio Planeta Velocidade!

Fórmula 1 – Red Bull vem forte para 2021 com Pérez e Verstappen

18 de dezembro de 2020

j

Daniel Mendes

Texto: Lorenzo Francez
Instagram: @lofrancezz

O mercado da Fórmula 1 teve mais um capítulo na manhã desta sexta-feira. Dessa vez o acerto envolve a Red Bull e Sérgio Pérez. O piloto mexicano que fez a temporada de 2020 pela Racing Point, chega a equipe austríaca, com um bom retrospecto. Mas todos sabem que o mexicano vem para ser o segundo piloto.

A Red Bull em 2020 ficou com o vice campeonato nos construtores, contudo poderia ter ido mais longe se contasse com a ajuda do seu segundo piloto na ocasião, Alexander Albon, que amargou muitos resultados pífios com o carro que tinha mão.

Para se ter uma ideia, Verstappen foi soberano sobre seu companheiro de equipe. Ao longo do calendário, Max terminou a frente de Albon no treino de classificação em todas as etapas, somando um sonoro 17 a 0, não tendo nem competição entre os dois.

Além disso, Alex Albon cometia muitos erros na corrida, comprometendo pontos importantes para a equipe no mundial de construtores.

A chegada de Pérez

“Checo” Pérez como é conhecido no circo da Fórmula 1, chega com um status maior que o de Albon, mas sabe que vai ter um duelo de egos com Max Verstappen, o queridinho da equipe. Pérez terá como objetivo ser mais regular que Albon, buscando levar a equipe ao título de construtores e acabar com a hegemonia da Mercedes.

O mexicano, conseguiu se credenciar a esta vaga, pelo desempenho nesta temporada, onde somou 125 pontos dos 195 da Racing Point, levando a equipe para o quarto lugar no mundial de construtores.

Peréz novamente em uma equipe grande

Não vai ser a primeira vez que Sérgio Pérez se senta num cockpit de uma grande equipe da Fórmula 1. Em 2013 o mexicano correu pela McLaren, tendo como companheiro de equipe, o inglês, Jenson Button. O desempenho de Pérez foi fraco e o sonho de disputar a F1 em um carro de ponto durou apenas um ano.

A sequência de erros pela McLaren questionou a qualidade de “Checo” que foi facilmente superado por Button na temporada em questão. Com o fracasso na equipe inglesa, Pérez começou o seu caminho na Force India, que mais tarde se transformaria na Racing Point.

Temporada 2021 da F1

Com a conclusão da temporada de 2020, com apenas 17 corridas, ficou evidente o domínio da Mercedes. Mas em 2021, com o calendário cheio, mudanças de pilotos e uma pequena mudada no regulamento, o equilíbrio pode ser a tónica da competição.

Contudo resta saber se as equipes estarão preparadas para bater de frente com a Mercedes, já que a equipe alemã parece ter tudo sob controle. Mas um ponto me chama a atenção, a ida de Vettel para Aston Martin, a chegada de Alonso na Renault, a dupla forte da Ferrari que parece ter um carro mais competitivo que este ano e a ida de Pérez para Red Bull.

Esses fatores podem tornar a Fórmula 1 de 2021 na temporada mais competitiva que podemos ver, mas isso é apenas “achismo”, temos que esperar a pré-temporada começar para termos base para complementar tal opinião.

Daniel Mendes

Daniel Mendes

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais