Escute a rádio Planeta Velocidade!

XFINITY SERIES: MARTIN TRUEX JR DEU SHOW DE PILOTAGEM APÓS 11 ANOS FORA DA XFINITY, MAS ERRO TIROU UMA VITÓRIA CERTA. E TEVE BRIGA DENTRO E FORA!

21 de março de 2021

j

Francisco Brasil

O palco da vez foi a desgastada pista de Atlanta, na Geórgia, válida pela sexta etapa da Xfinity Series. Antes mesmo de começar, AJ Allmendinger já foi punido ao ter o carro reprovado três vezes na inspeção.

A corrida contou com primeiro e segundo estágios de 40 voltas e o final de 83. Vamos ver como foi:

Stage 1 – 40 voltas

Martin Truex Jr.
Photo by Sean Gardner/Getty Images

A pole era de Austin Cindric que largou bem e abriu na liderança, mas o show era de Martin Truex a bordo do Supra #54 da equipe Joe Gibbs que, em apenas sete voltas, saiu da 18° colocação para colar em Cindric e assumir a liderança.

Cindric começa a perder rendimento e vai sendo superado pelos concorrentes até o acionamento da bandeira amarela de competição na volta 20. A ação é retomada 5 giros depois com Truex puxando o pelotão.

As brigas se concentraram no top 10, com Truex abrindo distância. Rolou bump de Noah Gragson em Riley Herbst, que devolveu na sequência. E quando tudo parecia tranquilo, Dexter Bean roda o Camaro #90 restando apenas 5 voltas para o fim do segmento.

Herbst puxa a fila de pilotos que foram aos Pits, retornando para apenas uma volta em verde. Na relargada, Truex abre com facilidade enquanto Brandon Jones se toca com Brett Moffitt, gerando um acidente que envolve também Cindric, Gragson, Allmendinger (que vinha em boa recuperação), além de Timmy Hill e David Star.

Ainda assim o top 5 do estágio foi formado por Truex, Harrison Burton, Justin Allgaier, Justin Haley e Allmendinger, que logo após foi para os boxes para reparar os danos.

Stage 2 – 40 voltas

Myatt Snider #2, Harrison Burton #20 e Justin Allgaier7
Photo by Sean Gardner/Getty Images

O segmento começa com o abando de Moffitt e a tentativa de conserto dos demais pilotos acidentados, onde Jones perde 15 voltas e Allmendinger uma.

Os líderes param e Truex sai na frente, ao passo que Jeremy Clements – que vinha em ótima prova – é punido por sua equipe deixar cair o tanque abastecedor.

Na relargada que ocorre no giro 51, a liderança está com Brandon Brown, acompanhado por Myatt Snider, que pararam na amarela anterior. Só que bastou meia volta para Truex reassumir a liderança.

Um pouco mais atrás é a vez de Allgaier começar a brilhar. Num belo movimento ele ultrapassa Harrison Burton e Myatt Snider numa só tacada para assumir o terceiro lugar, e já seguia a caça de Haley, segundo colocado.

Faltando 10 voltas para findar o estágio, Allgaier ultrapassa seu xará Haley, mas ambos estão distantes da liderança. E assim, o segmento termina com vitória de Truex, seguido de Allgaier, Haley, Harrison Burton e colado nele Herbst.

Stage final – 83 voltas

Novo giro de paradas nos Pits acontece e Truex mantém a dianteira. A verde é agitada na volta 89 com Allgaier atacando Truex pela liderança, mas o veterano campeão da Cup se mantém na ponta.

Martin Truex Jr.Photo by Sean Gardner/Getty Images

A corrida é novamente interrompida na volta 113 quando Mason Massey roda o #99 sozinho. Nova rodada de paradas e aí acontecem momentos que vão marcar a prova. Primeiro foi a punição de Truex por excesso de velocidade, jogando o favorito para o fim do pelotão.

O segundo evento foi a confusão entre Daniel Hemric e Noah Gragson. Hemric errou a freada e invadiu o espaço de Gragson no Pit, logo dando ré, mas isso prejudicou Gragson que estava mal posicionado. Logo, o piloto do #9 deu ré de forma inconsequente e bateu no #18 de Hemric, além de quase atropelar um mecânico. E isso reverberou!

A ação é retomada restando 46 voltas pro fim sob a liderança de Allgaier. Mas logo no agitar da verde, Clements se enrosca com Jebb Burton e aciona nova amarela.

Seis voltas depois temos nova relargada e Allgaier mantém a liderança, enquanto vemos Santino Ferrucci (sim, aquele “maluco” da Indy) lutando pela quarta colocação com Herbst. Mas logo ambos são superados por Truex, que também traz consigo Gragson.

Photo Kevin C. Cox | Getty Images

Gragson vem rápido no momento e dá um bump para passar Truex, ficando uma boa disputa entre ambos. No fim, a experiência de Truex foi decisiva para se manter à frente.

E as disputas continuam até a volta 130, onde um toque de Ryan Sieg toca o #8 de Josh Berry que roda e bate de forma violenta na grama, gerando outra amarela.

Líderes param, na volta Allgaier mantém a posição, mas Colby Howard não parou e está em primeiro. A verde acontece à 27 voltas do fim, onde Howard foi simplesmente engolido pelo pelotão.

Quem aparece no top 5 agora é Allmendinger, que conseguiu uma ótima recuperação. Mas é Truex que chega em Allgaier para brigar pela vitória quando restavam apenas 10 voltas para acabar. Só que o piloto do #7 soube lidar melhor com os retardatários e abriu de Truex, conseguindo assim uma bela e importante vitória. Completaram o top 5: Harrison Burton, Noah Gragson e AJ Allmendinger.

Confusão pós prova

Noah Gragson e Daniel Hemric
Phoyo NASCAR Digital Media

Como já mencionamos, a confusão Hemric x Gragson reverberou. Durante a entrevista de Gragson, Hemric já chegou literalmente metendo a mão na cara. A troca de socos foi logo interrompida por membros das equipes.

Mas não parou por aí, a troca de farpas continuou pelo Twitter, com acusações de ambos os lados. Por fim, Noah Gragson foi chamado para ser ouvido pela direção da prova pelo lance dos pits.

Quem gostou e foi cumprimentar Daniel Hemric foi seu companheiro Harrison Burton, com quem Gragson já trocou sopapos ano passado. Agora só falta Noah brigar com Brandon Jones para atingir 100% da Gibbs.

A Xfinity dá uma pausa e volta dia 09 de Abril em Martinsville, para mais uma etapa em uma pista que bater é fundamental!

Francisco Brasil

Francisco Brasil

Período

Categorias

Siga nossas redes sociais